05 Fev 2018

OrdEM abre ciclo de palestras

OEM

A OrdEM abriu o ciclo de palestras referentes ao ano de 2018 realizando nos dias 31 de Janeiro e 01 de Fevereiro três palestras, cuja temática versava sobre as infra-estruturas. Durante os dois dias foram discutidas a Mobilidade urbana, a Reabilitação da estrada N4 Maputo – Witbank e os Planos de drenagem das Cidades de Maputo e Lisboa.

Intervindo no primeiro dia, o Bastonário, Ibraimo Remane, manifestou a preocupação da OrdEM em estender essas iniciativas para outras províncias do país, o que passa necessariamente pela dinamização dos núcleos provinciais e reforço de parcerias com várias entidades no sentido de promover intercâmbios de discussão de assuntos técnicos.

No domínio das infra-estruturas, que foi o tema central deste ciclo de palestras, reconheceu o papel que deve ser desempenhado pelos engenheiros no desenvolvimento integrado da sociedade.

“Hoje, vamos ter a oportunidade de fazer uma reflexão em torno da mobilidade viária nas Cidades de Maputo e Matola” anunciou, recordando mais adiante que “existem muitos outros assuntos que preocupam a nossa sociedade e que merecem a nossa atenção, nomeadamente, as infra-estruturas danificadas nas recentes chuvas nas províncias de Nampula (particularmente a Cidade de Nacala) e de Cabo Delgado; a falta de água na cidade de Maputo, a fome em alguns locais devido a precária transitabilidade, etc.” Esses desafios, sustentou, só serão vencidos se se “priorizar e criar sinergias com profissionais de outras áreas” o que inclui a “partilha de informação e o debate das matérias de engenharia de grande interesse público.”

O prestígio dos engenheiros foi também por ele abordado, tendo considerado que esse é um assunto com o qual o Estado deve se preocupar. “Se o Estado não vem até nós, vamos nós ter com o Estado”, afirmou.

Na sua intervenção, o Bastonário aproveitou para prestar homenagem ao Eng. João Eduardo de Lemos e Brito, falecido recentemente em Portugal.